Home > Notícias > Mais Notícias > Resultado do teste de pezinho está suspenso

Resultado do teste de pezinho está suspenso

pezinhoNosso mandato acompanhou a reunião de terça-feira, dia 19, do Conselho Estadual de Saúde, que teve como pauta única, a discussão sobre a situação atual do teste do pezinho na rede pública de saúde.
A situação é estarrecedora, visto que em torno de 105 mil crianças não receberam resultados do teste. Grande parte sequer chegou a fazer o teste por falta de insumos e muitos bebês fizeram o teste, porém não receberam o resultado.
O teste do pezinho é fundamental e é necessário que seja feito após as primeiras 48 horas do nascimento até o 5º dia de vida. Atualmente, o  teste detecta seis doenças que causam deficiências física e/ou mental caso não sejam identificadas e tratadas a tempo.
Até início desse ano, o IEDE (Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia) era a instituição responsável pela distribuição dos insumos e do fornecimento dos resultados às unidade saúde. Entretanto, a unidade passou a não receber mais insumos por falta de pagamento do Estado aos fornecedores e desta forma, as unidades de saúde passaram a não receber mais material para realização da coleta e nem receber mais resultados das coletas que haviam sido realizadas.
A partir de então, a Secretaria Estadual de Saúde fechou um contrato de gestão com a APAE para que esta entidade fizesse a gestão do teste do pezinho. A APAE precisaria fazer 15 mil testes por mês, mas soubemos hoje pela Superintendente de Atenção Básica da SES, que de abril a junho, a APAE fez apenas 32.953 exames, ou seja, não vem cumprindo o acordo pactuado em contrato. É possível que tenham 177 mil exames pendentes!
Como podemos observar, a escolha pela privatização não gera eficiência ou eficácia para os serviços de saúde. Esta escolha é política e torna todo processo mais caro e ineficiente.
Entendemos que esta situação caracteriza crime contra saúde pública, visto que bebês podem ir a óbito ou apresentarem sequelas irreversíveis.
A calamidade não é financeira, ela é política.