Home > Notícias > Direitos Humanos > MOÇÃO DE REPÚDIO AOS ATAQUES CONTRA TERREIROS DE RELIGIÕES AFRO-BRASILEIRAS.

MOÇÃO DE REPÚDIO AOS ATAQUES CONTRA TERREIROS DE RELIGIÕES AFRO-BRASILEIRAS.

Tomei conhecimento através da mídia e de relatos de eleitores e de líderes comunitários de uma séria de ataques a terreiros de religiões de matriz africana na Região Metropolitana do Rio de Janeiro nos últimos meses. Essa onda de depredações dentro dos locais de cerimônias religiosas tem sido mais grave em Nova Iguaçu, onde já foram registradas sete invasões nos últimos dois meses. Mas há notícias de destruições de imagens, móveis e outros vens em outros municípios.
O preconceito contra o Candomblé e a Umbanda não é novo no Brasil. No entanto, o país sempre se orgulhou de sua tolerância e da boa convivência entre as diferentes religiões. Sob a égide da Constituição de 1988, esse tipo de manifestação violenta é ainda mais esdrúxulo. Ressalto que o artigo 5º da Carta Magna, em seu inciso VI, determina que “é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias”.
Independentemente de qual religião a pessoa é seguidora, é preciso prezar pelo respeito. Quem hoje atava os terreiros de Umbanda e Candomblé pode ter sua fé agredida por outros no futuro. É preciso proteger o direito das pessoas de seguirem suas orientações confessionais. Por isso, a tolerância entre as religiões é uma garantia fundamental das democracias.
Manifesto, portanto, meu repúdio a esses atos e peço às autoridades de segurança que apurem os crimes e punam os responsáveis, na forma da lei. Nossa tradição cultural não condiz com tamanhas barbaridades.
Plenário Barbosa Lima Sobrinho, 13 de setembro de 2017.
Deputados LUIZ MARTINS, Edson Albertassi, Rafael Picciani, Iranildo Campos, Gilberto Palmares, Marcelo Freixo, Dionísio Lins, Luiz Paulo, João Peixoto, Tia Ju, Dr. Julianelli, Tio Carlos, Dica, Figueiredo, Marcos Abrahão, Dr. Gothardo, Milton Rangel, Gil Vianna, Ana Paula Rechuan, André Ceciliano, André Correa, Aramis Brito, Átila Nunes, Bebeto, Carlos Minc, Carlos Osório, Chico Machado, Chiquinho da Mangueira, Coronel Jairo, Dr. Deodalto, Eliomar Coelho, Flávio Bolsonaro, Flávio Serafini, Geraldo Moreira, Jânio Mendes, Jorge Felipe Neto, Marcus Vinícius, Martha Rocha, Nivaldo Mulim, Paulo
Melo, Paulo Ramos, Renato Cozzolino, Samuel Malafaia, Wagner Montes, Waldeck Carneiro, Wanderson Nogueira, Zaqueu Teixeira, Zé Luiz Anchite, Zeidan, Zito.