Home > Notícias > Mais Notícias > Fora Temer ecoa nas ruas do Brasil

Fora Temer ecoa nas ruas do Brasil

Em menos de 24h após escândalo de corrupção comprovado a partir de áudios e vídeos anunciados pela justiça, manifestações pela saída imediata do presidente ilegítimo Michel Temer (PMDB). Enquanto a imprensa fortalecia o discurso de eleições indiretas, nas ruas a convocação de novas eleições gerais tomaram o país. No Rio, milhares de pessoas tomaram a Candelária, avenida Rio Branco e Cinelândia. Além de possuir índice de aprovação inferior à 4%, Temer agora comprovadamente é um político corrupto. O presidente pagava mesada de R$500 mil semanais para manter Eduardo Cunha (PMDB), ex-presidente da Câmara que encontra-se preso, em silêncio quanto à delações contra seu governo. Nas redes, as hashtags  #DiretasJá#ForaTemer e #JornalNacional dominaram a internet.

 “Fomos às ruas junto a milhares de pessoas mobilizadas contra este governo usurpador, marcado pela corrupção e pelas negociatas. Um governo que para agradar seus corruptores quer retirar os direitos dos trabalhadores. Temer não renuncia e tenta minimizar a gravidade dos escândalos em que está envolvido”, comentou Flavio Serafini que completou:  “Ele não renuncia e a gente tira ele de lá”.

As provas entregues à justiça pela empresa JBS como forma de delação premiada também comprovam que Aécio Neves cobrava propina e planejava executar um de seus atravessadores como forma de evitar delações contra si. O escândalo político divulgado na quarta-feira mobilizou cidades por todo o país já no dia seguinte com o pedido de “Fora Temer” e “Diretas Já”. A crise de ilegitimidade do governo só pode ser resolvida com democracia, com novas eleições gerais e diretas para presidente.

 O camelô José Carlos que contava com um adesivo “Fora Temer” “Fora Pezão” no seu local de trabalho afirmou que sua vida piorou muito depois que o presidente assumiu seu posto. “Ele não olha para o trabalhador. Temos que tirar ele de lá antes que ele tire nossos direitos”, avisou.

 Com colaboração do PSOL Niterói