Home > Notícias > Mais Notícias > Picianni é reconduzido ao cargo

Picianni é reconduzido ao cargo

Com 64 votos a favor e apenas seis contrários, Jorge Picciani foi eleito nesta última quarta-feira (01/02) novamente Presidente da Alerj. Este vai ser a sexta vez que Picciani para cumpir o mandato na Casa. A chapa do deputado foi a única inscrita. A nova mesa diretora da Alerj tem como vices os deputados Wagner Montes (PRB), Ceciliano (PT), Jânio Mendes (PDT) e Marcus Vinicius (PTB). Partidos como  PTB, DEM, PP e PR também contam com parlamentares suplentes.

 

Diferentemente da Câmara Federal, os parlamentares do PSOL não puderam montar chapa própria. De acordo com o regimento interno, é preciso formar um bloco de, no mínimo, 13 parlamentares para lançar a candidatura. No entanto, a bancada do PSOL foi a única a se posicionar contra essa reeleição junto ao Dr. Julianelli, ex-PSOL e atual REDE.

 

Em sua declaração de voto, Flavio Serafini (PSOL/RJ) informou que seu posicionamento contrário a Picianni representa não compactuar com as políticas implementadas pelo PMDB no Estado. “Voto não porque entendo que a chapa representa um governo que faliu a UERJ, que busca uma saída para taxar os servidores, privatizar a CEDAE. E nós somos contra a esse Golpe que está no Rio de Janeiro. O PSOL vota não. Fora Pezão!”

 

 

Mudança de postura

No fim do ano passado, Picciani não levou adiante a votação do pacote de maldades enviado à casa pelo governador Luiz Fernando Pezão (PMDB). Portanto, agora retorna com um plano de recuperação fiscal firmando entre Michel Temer e o governador,  no qual assina como testemunha, com medidas semelhantes.