Home > Notícias > Educação e Juventude > Luta para impedir fechamento de escolas avança na Alerj

Luta para impedir fechamento de escolas avança na Alerj

Victer admite possibilidade de revisão do plano original de extinção de unidades e turnos

Em reunião na Alerj nesta manhã de quinta-feira (15/12), sobre o plano do governo de fechar escolas em diversos municípios do Rio, o secretário estadual de Educação, Wagner Victer, admitiu a possibilidade de ter de rever essa decisão. Victer concordou em que a secretaria participe de reuniões, nos próximos dias, em Niterói, São Gonçalo, Friburgo e Volta Redonda para uma análise caso a caso da situação das escolas cujo fechamento integral ou de turnos tenha sido previsto nessas cidades e nas regiões em torno.

“Considero que a reunião de hoje representou um avanço no diálogo com o governo na direção de uma solução concreta contra essa ameaça do fechamento de escolas. Contamos agora com o compromisso do secretário de rever o plano original e esperamos que o pior ainda possa ser evitado. Não podemos aceitar que crianças, adolescentes e também adultos. no caso do EJA, fiquem sem ter onde estudar por medida de ‘otimização’ do governo”, num momento de crise, quando se torna ainda mais necessária a rede de ensino público”, avaliou o deputado estadual Flavio Serafini (PSOL).

Nesta sexta-feira (16/12), haverá reunião em Niterói, pela manhã, e em Friburgo, à tarde. Em Niterói, também será discutida, à tarde, a situação das escolas de São Gonçalo. Na segunda-feira (19/12), será a vez de Volta Redonda e de São Gonçalo sediarem as rodadas de negociação.

Levantamento realizado pelo deputado Flavio Serafini (PSOL), que é membro da Comissão de Educação da Alerj, dá conta do fechamento de 198 escolas entre 2010 e 2015. O número de unidades caiu de 1.505 para 1.308 no período. O parlamentar denunciou em plenário, na quarta-feira (14/12), a estatística que consta de dossiê com denúncias de alunos e professores. Nesse dia, depois de obstruir a sessão, com pedidos de verificação de quórum a cada votação. em protesto contra o fechamento das escolas, Serafini foi procurado por emissários de Victer, que aceitou realizar a reunião desta manhã. Serafini é autor de Projeto de Lei para tornar mais rígidos os critérios para a decisão governamental de fechamento de escolas estaduais.