Home > Destaques > PSOL obstrui agenda de votações e exige diálogo do governo a respeito de calamidade pública

PSOL obstrui agenda de votações e exige diálogo do governo a respeito de calamidade pública

A segunda parcela do salário dos servidores ainda não caiu. O governador já deu declarações de que não há dinheiro em caixa nem para abastecer as viaturas até o fim de semana. Aposentados e pensionistas, bem como os servidores, enfrentam dificuldades para receber seus salários desde Dezembro. Diante disso, o governador interino, Francisco Dornelles, decretou estado de Calamidade Pública no estado. O objetivo é receber um auxílio do governo federal, em verbas que serão destinadas a garantir a realização dos Jogos Olímpicos, principalmente para a área da segurança pública. Diante deste quadro, a bancada do PSOL na Alerj entrou em obstrução: pedido de verificação de voto e inscrição para discutir em todas as votações de projeto de lei. Paralelamente, apresentamos um Projeto de Decreto Legislativo que susta os efeitos do decreto emitido pelo governador. “A obstrução de nossa bancada se dará até que o Decreto Legislativo seja votado, ou até que os deputados da base do governo dialoguem com a Alerj sobre a situação política do Estado”, disse o deputado Flavio Serafini.

You may also like
Gestão de Calamidade – Renuncia Dornelles