Home > Notícias > Mais Notícias > Debate sobre Sanders, capitalismo e juventude lota auditório da UFF

Debate sobre Sanders, capitalismo e juventude lota auditório da UFF

O debate sobre a campanha Bernie Sanders nas eleições norteamericanas, as crises do capitalismo e o papel da juventude lotou o auditório Macunaíma no Bloco B do Campus Gragoatá da UFF na noite desta segunda-feira.  A atividade faz parte da construção do programa movimento “Juventude por Nós” e contou com a presença de Dan La Botz, ativista da campanha Bernie 2016 nos Estados Unidos, e Samantha Su, estudante trabalhadora do Núcleo de Juventude do PSOL Niterói.

O debate foi realizado e a presença de Dan La Botz viabilizada com o apoio dos mandatos do deputado Flavio Serafini e dos vereadores Henrique Vieira (Niterói) e Renato Cinco (Rio de Janeiro), que também contribuíram com a discussão. Resumidamente, Dan fez um panorama da campanha Sanders e sua capacidade de diálogo com movimentos sociais e setores oprimidos, em especial os imigrantes. Samantha descreveu um pouco do futuro que vem sendo apontado para a juventude brasileira e a necessidade de darmos respostas coletivas e radicais à conjuntura. Em breve um vídeo com o resumo do debate será divulgado.

Campanha Bernie Sanders 2016

Se as contradições e a luta de classe são o motor da história, a campanha “Bernie 2016” cresceu vertiginosamente nos últimos meses e abraçou um discurso abertamente radical e anticapitalista, justamente na principal referência do capital e imperialismo mundial.

Entre outras medidas, Sanders defende a taxação de grandes fortunas, a legalização das drogas, o combate ao racismo institucional e a defesa do casamento homoafetivo. Não à toa campanha é um fenômeno principalmente entre a juventude, inclusive em parte dos que ocuparam Wall Street na última grande crise econômica norteamericana.

O “Not for sale” (Não está a venda) é a palavra de ordem de Sanders para as grandes empresas e elites que buscam candidatos para financiar em período eleitoral.

Por PSOL Niterói