Home > Notícias > Educação e Juventude > Todo apoio aos pesquisadores da FAPERJ

Todo apoio aos pesquisadores da FAPERJ

Entre os itens do pacote de maldades do governador Luiz Fernando Pezão enviado à Alerj em fevereiro está a proposta a redução de 2% para 1% da receita líquida estadual a verba destinada à Faperj até o fim do ano de 2018. Para debater e manifestar sobre a pauta foi realizada uma  audiência pública ontem (16) pela comissão de educação da Alerj, um ato dos estudantes e uma mobilização chamada “ALERJ, somos contra o corte de 50% do orçamento da FAPERJ (PEC 19/2016)!”  nas redes sociais. Na caixa de emails do deputado estadual Flavio Serafini foram recebidos mais de 300 mensagens com o tema.

Na audiência, segundo o presidente da Faperj, Augusto da Cunha Raupp, os cortes podem precarizar a continuidade dos mecanismos atuais de inovação e impedir a implementação de novos programas. “Ciência, tecnologia e inovação trazem movimento econômico e social. É um retorno concreto para a sociedade”, disse. Raupp explicou que 25%  dos recursos são destinados ao pagamento de bolsas e os outros 75% são distribuídos em auxílios, desenvolvimento de pesquisas tecnológicas, manutenção de laboratórios e eventos científicos.

Nas escadarias da Alerj, os estudantes além de reivindicarem sobre o possível corte da verbat, protestavam ainda por conta de dois meses de atraso no pagamento das bolsas para 5 mil pesquisadores. A cobrança é pela regularização da situação. Segundo a nota emitida pela Faprj ontem, mesmo dia da manifestação, o problema com o novo sistema utilizado, para pagamentos, pela Secretaria de Fazenda, já havia resolvido e o pagamento das bolsas estaria sendo feito ao longo do dia,  estando disponíveis para os bolsistas na sexta-feira (18/3), por conta do trâmite bancário. Eles informaram ainda que o pagamento do próximo mês será feito normalmente, junto com o de todos os servidores do estado do Rio de Janeiro.
Reiteramos o compromisso do mandato com a pauta. Estamos acompanhando de perto a situação e entre as ações que tomamos já nos posicionamos contra o PL em plenário  (2/2) e na audiência pública (16/3) e estamos trabalhando para tirar a pauta de votação. Reafirmamos todo o nosso apoio aos companheiros da Faperj.

 

Confira a nota na íntegra enviada a todos os  deputados da Alerj:

 

Deputados da ALERJ,

O desenvolvimento científico do Estado do Rio de Janeiro não pode parar! Me coloco contra a PEC 19/2016 que prevê o corte de 50% do orçamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ). Ela representa um retrocesso no desenvolvimento Científico e Tecnológico do Estado do Rio, que abriga algumas das maiores universidades e centros de pesquisa do Brasil.

Com esse corte, diversas estudos terão de parar ou ser cancelados, como por exemplo, a pioneira pesquisa em rede com quase 400 grupos de cientistas, para buscar soluções para as doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti, além de pesquisas em áreas como nanotecnologia, células-tronco e energias renováveis.

O (A) senhor(a), poderá saber mais sobre isso nos links a seguir:

Diretor científico da Faperj publica artigo contra corte de verbas da Fundação – http://www.abc.org.br/article.php3?id_article=7688

Institutos do MCTI no Rio manifestam preocupação com corte de verbas da Faperj – http://jcnoticias.jornaldaciencia.org.br/1-institutos-do-mcti-no-rio-manifestam-preocupacao-com-corte-de-verbas-da-faperj/

ANPG se manifesta contra a PEC que corta pela metade o repasse para a FAPERJ – http://www.anpg.org.br/?p=10278