Home > Clipping > O SÃO GONÇALO: Alerj amplia ações para defesa do meio ambiente

O SÃO GONÇALO: Alerj amplia ações para defesa do meio ambiente

Alerj amplia ações para defesa do meio ambiente

Enviado por: Redação Gustavo Aguiar

O CTR de Itaboraí ainda usa material reciclável para aterrosFoto: Divulgação/ALERJ

A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) criou ontem a Comissão Especial da Baía de Guanabara, que será presidida pelo deputado Flávio Serafini (PSOL). A decisão, que precisa passar pelo Plenário da Casa, foi tomada durante reunião com o presidente da Casa, deputado Jorge Picciani (PMDB), e representantes da sociedade civil. Também ontem, deputados da CPI dos Lixões vistoriaram o Centro de Tratamento de Resíduos de Itaboraí (CTR).

De acordo com Serafini, o objetivo da comissão será fazer um mapeamento de todos os atores envolvidos na discussão sobre a situação da Baía de Guanabara e seus impactos ambientais. “Temos um debate antigo, que é a questão do saneamento básico, e, por isso, a baía é um espaço de despejo de esgoto”, afirmou Serafini. “É preciso haver um legado pós-Olimpíada. Precisamos conhecer com profundidade todas as questões referentes à Baia de Guanabara, ela é um ativo enorme para a atração de turistas e pra geração de renda e emprego”, completou Picciani.

CPI do Lixões – A visita ao CTR de Itaboraí, que recebe dejetos de seis municípios, entre eles Itaboraí, Rio Bonito, Cachoeiras de Macacu, além de lixo hospitalar de Niterói, constatou que material reciclável continua sendo enviado para “aterrar de forma desmedida”, de acordo com informações do deputado Dr. Julianelli (PSOL).