Home > Notícias > Justiça Socio Ambiental > Merenda e a agricultura familiar

Merenda e a agricultura familiar

Audiência pública debate o fornecimento da merenda escolar pela agricultura familiar

 

agriuclturaAo mesmo tempo em que recebemos a triste notícia de que foi aprovado na Câmara dos Deputados o projeto de lei que altera as regras para divulgação de informação de que um produto contém alimentos transgênicos no rótulo, a Comissão de Educação da Alerj realizou a audiência pública  “A Agricultura Familiar na Merenda Escolar” no dia 28/4, para a qual recebeu o subsecretário de tecnologia da secretaria de educação do Estado (Seduc), Paulo Fortunato, além de integrantes da Emater, diretores das regionais Serrana I e II e diretores de escolas que implementaram o programa.

 

Entre as principais reivindicações dos agricultores estão a questão do transporte dos alimentos que acabam onerando o trabalho e prejudicando a qualidade dos produtos e as exigências contratuais muito além da realidade das famílias. O presidente da Cooperativa dos Produtores de Agricultura Familiar do Norte Fluminense, Lenilson Biazatti, convidado pelo mandato coletivo Flavio Serafini, compareceu ao encontro e relatou as dificuldades: “O principal problema atualmente é a logística para os agricultores. Muitas vezes vamos entregar os alimentos em localidades muito distantes e eles já chegam com problemas. A chefe das merendeiras, que é quem recebe, rejeita e acabamos ficando no prejuízo. Esse é um dos principais gargalos, além das exigências contratuais para famílias agricultoras. Não podemos ser exigidos como uma empresa”.