Home > Notícias > Mais Notícias > Desengaveta, Gilmar Mendes!

Desengaveta, Gilmar Mendes!

Hoje o Buraco do Lume foi temático e teve até bolo de “infeliz” aniversário

buracodolume3 buracodolume2 buracodolumebolo

Hoje o tradicional Buraco do Lume foi especial sobre financiamento de campanha. A data, 1º de abril, foi escolhida por conta da ironia. Amanhã, dia 2, fará um ano que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes pediu vistas do processo em que era considerado inconstitucional o financiamento empresarial de campanha. O regimento interno do STF determina que os juízes devem devolver os processos que pediram vistas em no máximo trinta dias. Naquela época, seis dos 11 ministros já haviam votado pela inconstitucionalidade dessa forma de financiamento e apenas um deles a favor de sua legalidade.

Para descomemorar este fatídico dia, os parlamentares do PSOL partiram um bolo de infeliz aniversário. Passaram pelo Lume o professor Tarcísio Motta, os deputados estaduais Eliomar Coelho, Marcelo Freixo e Flavio Serafini, o vereador Renato Cinco, o prefeito de Itaocara, Gelsimar Gonzaga, além de diversos militantes do PSOL. Segundo a análise dos presentes, o ministro está sentando em cima da pauta para que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, acelere o processo de reforma política para transformar constitucional este tipo de financiamento. “As doações empresariais para campanhas eleitorais estão no centro do escândalo de corrupção entre as empreiteiras, a Petrobras e os políticos. Além de gerar corrupção, é uma forma de subordinar a atuação dos políticos eleitos aos interesses das empresas e não da maioria da população”, disse a nota publicada pelo PSOL Rio.

O PSOL defende um modelo de reforma política apoiado por mais de 100 entidades, entre elas a OAB e CNBB. Para isso, estamos recolhemos assinaturas para que possamos apresentar o projeto de lei de iniciativa popular com esta pauta. Participe de nossos espaços e assine!