Home > Notícias > Direito à Cidade > Caio Martins sem aulas

Caio Martins sem aulas

Caio MartinsSecretário de esportes do estado não cumpre promessa e usuários continuam sem aulas

Os usuários das atividades aquáticas do Caio Martins tiveram uma grande decepção ao chegarem ontem, dia  17 de março, ao Complexo. Com a promessa de retorno das aulas para a data, o local continua de portões fechados. Hoje, dia 19, depois de participar de uma reunião com os usuários, o mandato entrou em contato com o sub-secretário de gestão da secretaria de esportes do estado do Rio, Rafael Thompson, que justificou que houve uma burocracia no processo, e, por isso, não pode encaminhar o pagamento do contrato para restabelecer as aulas.

Esse compromisso foi feito após o ato realizado no dia 3 de março, em frente à Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude do estado, que acarretou em uma  audiência do secretário da pasta, Marco Antonio Cabral,  com os usuários do Complexo e assessores do mandato.

Além do Caio Martins, Marco Antonio garantiu que o retorno seria para todas as atividades esportivas que funcionam em instalações públicas do Governo Estadual como o Complexo da Rocinha, Piscinão de São Gonçalo, a Vila Olímpica do Sampaio e o Complexo do Maracanã. O secretário justificou que o setor dispunha de R$70 milhões para realizar as atividades  e, em 2015, será de R$11 milhões, devido ao corte de investimento do estado nos direitos sociais. Nosso mandato entrará hoje com uma indicação legislativa para cobrar o retorno imediato das aulas de natação e hidroginástica no Caio Martins, que atendia mais de 2000 alunos, entre eles, idosos, crianças e pessoas com deficiência física e indicados por orientação médica.