Home > Notícias > Justiça Socio Ambiental > Chega de transtorno

Chega de transtorno

Sem-luzOs moradores de Maricá, São Gonçalo e Niterói ficaram quase uma semana sem luz durante o Carnaval. Somente sábado à noite, após o Carnaval, é que os reparos foram concluídos. Para completar o transtorno, – devido a outra interrupção no fornecimento de energia pela própria empresa na manhã de domingo, dia 22/2, – a Estação de Tratamento de Água Imunana-Laranjal, responsável pelo abastecimento de água em São Gonçalo, Niterói, Itaboraí e Paquetá foi desligada. Foram quase 48 horas de sem o fornecimento de água.

A região metropolitana de Niterói e São Gonçalo e os municípios de Itaboraí e Magé concentram a maior parte dos clientes da distribuidora, que são, ao todo, sete milhões de pessoas, como aponta o site da empresa. Ela ainda é responsável pelo abastecimento de mais 62 cidades com uma cobertura de 73% do território do estado do Rio de Janeiro.



De acordo com relatos dos moradores da região, a falta de luz já faz parte da rotina. Entre os muitos prejuízos decorrentes desta inconstância nos serviços estão a perda de aparelhos eletrônicos, de comida, além de transtornos nas tarefas diárias. “Não podemos ficar à mercê destas empresas que cobram tão caro por serviços tão precários. A falta de qualidade nos serviços quase que diárias e o monopólio de empresas como esta deve ser discutido de maneira mais profunda”, refletiu Flávio Serafini.